Curiosidades da Psicologia…

O que você vai ler logo abaixo é um pequeno artigo sobre o caso do Inglês Edward Mordake, recentemente publicado na página de Kácio Oliveira (Facebook).

Não é de hoje que a psicologia tenta estudar sobre certos fenômenos da mente como por exemplo, o famoso caso do americano Phineas Gage. Este sofreu um acidente de trabalho e a região frontal esquerda de seu cerebro foi gravemente lesada. Após sua recuperação, aparentemente ele era uma pessoa normal mas daí em diante, ele se tornou uma pessoa intolerável e de impossível convivência. Ele perdeu tudo que tinha e suas palavras geralmente eram felinas, maldosas e suas frases cheias de palavrões. Ainda não se sabe o porque ou como isso ocorre. O caso de Edward Mordake é um tanto diferente pois não houve lesões, mas talves poderia se explicar que a sua segunda face tinha acesso constante e direta a esta mesma parte do cerebro no caso de Gage, que aciona este comportamento negro, porém jamais teremos certeza nesta questão. Como Cristãos, poderíamos também considerar a possibilidade da demonologia no caso de Edward, mas também isso não será possivel provar. Contudo, isso não passa de especulações minhas. Enfim, o artigo é muito interessante e vale a pena ter conhecimento das curiosidades da psicoligia, se bem que alguns insistem que é uma curiodade da medicina.

Edward Mordake e sua “face gêmea maligna”.

Edward Mordake foi o suposto herdeiro de um pariato da Inglaterra do século XIX que possuía um rosto adicional na nuca, incapaz de comer ou falar, mas capaz de rir e chorar. Seu caso inusitado ocorreu no início da história médica e é referenciado apenas em relatos de médicos.

Na verdade, a história de sua vida tornou-se tão confusa com o passar dos anos que não há uma data sólida de seu nascimento ou morte, nem fontes concretas para os pesquisadores modernos. Edward teria implorado aos médicos que removessem sua “cabeça demoníaca” pois ela supostamente sussurrava a ele coisas horríveis durante a noite, mas nenhum médico foi favorável a fazê-lo.

Essa face, por sua vez, ocupava uma parte menor do crânio e exibia certos sinais de inteligência, contudo, dizia-se que ela apresentava intenções bastante malignas. O próprio Mordrake relatava que havia situações em que ele estava triste e sua face de trás ficava rindo como se estivesse zombando de seus sentimentos. Foi dito também que seus olhos acompanhavam o movimento das pessoas ao redor e seus lábios constantemente faziam barulhos assustadores.
Embora nenhuma voz fosse compreensível, Edward jurou que muitas vezes ele era mantido acordado durante a noite por conta dos sussurros de ódio de sua face gêmea maligna (como passou a chamá-la) e dos murmúrios macabros.

Mordake acabou por cometer suicídio aos 23 anos depois que seus médicos desistiram de fazer a remoção cirúrgica de sua segunda face. Edward Mordrake era considerado um talentoso e brilhante músico. A história completa desse sujeito foi perdida no decorrer do tempo, pois seu caso ocorreu no início da história médica. O inglês sofria de uma anomalia conhecida como Craniopagus Parasiticus.¹

O caso é relatado no livro Anomalies and Curiosities of Medicine de George Milbry Gould um médico e lexicógrafo americano.

Fontes:
1. Anomalies and Curiosities of Medicine, págs. 188-189. George M. Gould, Walter L. Pyle. Kessinger Publishing. ISBN (2003)

, , , , , ,

  1. Leave a comment

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s

%d bloggers like this: